Total de visualizações de página

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Sandrinha! Parei num canto da rua...

e sonhava que hoje passavas por aqui;

que alguém vinha abraçar-te por trás:

mas foi grande a minha surpresa,

quando reparei que eras tu.

Que grande alegria me deste...

mas eu apenas pude dizer?

Olá minha bela flor.

Sandrinha! Eu fiquei nas nuvens...

quando te vi?

Mas não havia armas para os dois:

eu estava ali sozinho.

Este meu lindo e triste sonho...

no meu coração;

eu vou guardar.

AUTOR: SANTA CRUZ.

Dedico este meu soneto a minha amiga Sandra do blog Montanha das Nove Flores.

Ao querido amigo Santa Cruz, agradeço essa homenagem maravilhosa que você me dedicou!

Antes de tudo, acredite, a maior força de sua vida é a fé, o amor por seu semelhante. Lembre-se de que o amor ao próximo é o segredo de nossa felicidade!

Contribua, com sua parcela, para tornar mais belo este mundo, a vida é um canto eterno de beleza! Não ponha limites em sua vida! Mergulhe sua alma na alma da natureza: absorva a luz do sol, goze a suavidade da lua, contemple o esplendor das estrelas, aspire o perfume das flores... A vida é bela...

Faça como o sol, que se dá a todos igualmente, em raios benéficos de luz e de calor! Beijo, paz e amor. Sandra

4 comentários:

Chica disse...

Linda homenagem recebida!parabéns aos dois!beijos,chica

Mgomes - Santa Cruz disse...

Sandrinha; Eu sempre abri meu coração para as minhas flores que são as minhas amigas/os, apesar de eu saber que um dia vou sofrer porque quando perco uma das minhas flores Choro feito criança, e ando tempos para tentar esquecer mas não consigo.
Beijos minha doce flor.
Santa Cruz

Zen disse...

Olá Chica, este amigo que você parabenizou é o próprio Santa Cruz que está me respondendo. Somos várias flores de seu jardim da amizade, da fraternidade, da perseverança, do amor ao próximo... Beijo, Sandra.

Zen disse...

Meu caro amigo Mgomes, jamais perderá suas flores, pois você já as cativou com seu glamour. Forte abraço. Sandra.