Total de visualizações de página

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Jamais permitas que algum homem te escravize, nasceste livre para amar e não para ser escrava.


Jamais permita que seu coração sofra em nome do amor, amar é um ato de felicidade, porque sofrer?

Jamais permita que teus olhos derramem lágrimas por alguém, que jamais fará você sorrir!

Jamais permita que o uso do teu próprio corpo seja cerceado, o corpo é moradia do espírito, porque mantê-lo aprisionado

Jamais te permitas ficarem horas esperando por alguém que jamais virá, mesmo tendo prometido.

Nunca permitas que seu nome seja pronunciado em vão por um homem, cujo nome tu sequer sabes.

Jamais permitas que teu tempo, corpo e coração sejam desperdiçados por alguém que nunca terá tempo para ti.

E jamais permitas ouvir gritos em teus ouvidos. O amor é o único que pode falar mais alto!

Nunca e jamais permitas que paixões desenfreadas te transportem de um mundo real para outro que nunca existiu.

Jamais permitas que os outros sonhos se misturem aos seus, fazendo-os virar um grande pesadelo.

Jamais acredites que alguém possa voltar quando nunca esteve presente.

E jamais permitas que de teu útero nasça um filho, que nunca terá um pai.

Jamais permitas viver na dependência de um homem, como se tivesses nascido inválida.

Nunca permitas que a dor, a tristeza, a solidão, o ódio, o ressentimento, o ciúme, o remorso e tudo aquilo que possa tirar o brilho de teus olhos a dominem, fazendo arrefecer a força que existi dentro de ti.

E, sobretudo jamais se permita perder a dignidade de ser mulher!

Provável código de honra e moral, das mulheres sábias e sacerdotisas Celtas!

Para ser utilizado também como código de conduta e moral feminina entre todas as mulheres e filhas da Grande Mãe.

8 comentários:

Sil.. disse...

Concordo em tudooooooooo.

Eu também, jamais me permito.

Um abraço meu!!

Zen disse...

Obrigada Sil,por entender o nosso ponto de vista. Forte abraço.Zen.

César disse...

E eu a pensar que esse tempos já tinham acabado?!
Emfim,mesmo assim um belo texto.

Zen disse...

César, na realidade nós mulheres jamais poderíamos viver sem vocês homens. Eu particularmente amo trocar idéias com todos vocês seguidores e amigos. O texto é bem polemico, mais assim é que é legal. Saberemos nós todos, os pontos de vista de cada um.
Abraços. Sandra.

Zé Carlos disse...

Sandra querida, maravilhoso seu texto postado!!!!!!

Um bom final de domingo e um beijo enorme do ZC

Marilu disse...

Querida amiga, vim conhecer teu espaço, e já estou te seguindo..tudo aqui é muito lindo...Tenha uma excelente semana..Beijocas

Zen disse...

Olá querido Zé, você como sempre deveras atencioso com seus seguidores. Gostei demais de sua visita.Beijos.Zen.

Zen disse...

Querida Marilu, agradeço a sua visita ao meu cantinho Zen. Devaneios é emocionante, pois aborda assuntos que nos toca o coração, e com isso nos faz repensar o significado de nossa existência por esse mundo. Beijos. Sandra.